A lei de Pareto, também conhecida como princípio 80/20, foi criada pelo economista italiano Vilfredo Pareto, que sugere que 80% das consequências provém de apenas 20% das causas.

Para resumir a história, Pareto demonstrou que cerca de 80% do território italiano pertencia a 20% da população. A partir daí, passou a notar qual era o percentual de divisão de outros assuntos e percebeu esta semelhança em diversos deles.

Alguns exemplos simples:

  • 80% da riqueza do planeta está concentrada em 20% das pessoas;
  • 80% da poluição é causada por 20% dos países;
  • 80% da receita de uma empresa provém de 20% dos clientes.

No entanto, não é um cálculo exato, já que as porcentagens podem variar entre 85/15 ou 75/25. Isso depende dos problemas analisados. Mas a verdade é que dificilmente fogem a essa proporção.

Essa constatação acabou correspondendo também à realidade de diversos outros países, o que deu força e veracidade a lei. Sua funcionalidade nos cenários políticos e econômicos se estabeleceu como uma ferramenta administrativa muito poderosa. Mas sua relevância social se faz quando percebemos que a lei de Pareto faz parte também do cotidiano.

Entendendo os objetivos

O Diagrama tem o objetivo de compreender a relação ação/benefício, ou seja, prioriza a ação que trará o melhor resultado. Ele é composto por um gráfico de barras que ordena as frequências das ocorrências em ordem decrescente.

Gráfico da Lei de ParetoPermite a localização de problemas vitais e a eliminação de futuras perdas. O diagrama é uma das sete ferramentas básicas da qualidade e baseia-se no princípio de que a maioria das perdas tem poucas causas, ou que poucas causas são vitais, sendo a maioria trivial.

Muitas vezes, no Diagrama de Pareto são incluídos valores em porcentagem e o valor acumulado das ocorrências. A partir desta forma é possível avaliar o efeito acumulado dos itens pesquisados.

O Diagrama de Pareto é uma ferramenta muito importante porque através dele é possível identificar pequenos problemas que são críticos e causam grandes perdas.

Como a lei de Pareto funciona?

Para o Diagrama ser aplicado, é importante seguir seis passos básicos:

  1. Determinar o objetivo do diagrama, ou seja, que tipo de perda será investigada;
  2. Definir o aspecto do tipo de perda, ou seja, como os dados serão classificados;
  3. Em uma tabela, ou folha de verificação, organizar os dados com as categorias do aspecto definido;
  4. Fazer os cálculos de frequência e agrupar as categorias que ocorrem com baixa frequência sob a denominação “outros”;
  5. Calcular também o total e a porcentagem de cada item sobre o total e o acumulado;
  6. Traçar o diagrama.

A regra do 80/20 é basicamente aplicada por uma distribuição de lei de potência, também conhecida como uma distribuição de Pareto, para um conjunto particular de parâmetros.

Como aplicar a lei de Pareto em seus negócios?

Trazendo a lei para o ramo dos negócios, ela pode ser aplicada na gestão de processos, no controle de qualidade, na medicina e em muitas outras áreas.

Raciocine da seguinte maneira: segundo essa lei, 20% dos seus clientes são responsáveis por 80% de suas receitas, logo é mais interessante descobrir quem são esses 20% de clientes mais efetivos e realizar um investimento maior neles.

O primeiro passo é definir um objetivo claro para aplicar a lei de Pareto. Crie um foco para que a lei possa te dar as respostas.

Na sequência, faça um levantamento de dados e categorize essas informações, criando grupos comuns e diminuindo o campo de análise. Identifique o seu público dos 20% que correspondem a 80%, pois com os dados catalogados, você conseguirá observar com que frequência cada uma das situações se repete e, com base nisso, medir qual é a relevância que cada um tem no seu negócio.

Dia a dia

Uma forma de colocar em prova esta lei, é anotar em uma agenda como você aplica o seu tempo. Depois de alguns dias já é possível enxergar como você aplicou boa parte do seu tempo e constatar as coisas que não deram resultados e as que eram realmente úteis para a sua rotina.

Exemplo: não parece, mas se você somar todos os minutos que pega no celular para mexer nas redes sociais,  vai constatar que passou horas em frente a tela do aparelho, seja explorando as redes sociais, lendo bobagens, fazendo pesquisas, jogando, trocando mensagens, postando fotos. Enquanto isso, algo mais importante acabou sendo deixado de lado.

Mas, nem todo mundo entende a Lei de Pareto e como utilizar ela para para tornar a rotina muito mais produtiva e focada. Porém nunca é tarde demais para compreender esta lógica e aumentar a sua produtividade significativamente.

Confira algumas dicas e turbine sua produtividade:

1 – Foque no essencial

Crie o hábito de se concentrar no que realmente é importante. Liste suas prioridades do dia e elimine as mais importantes primeiro.

2 – Não esqueça as suas prioridades

Você pode sim fazer concessões para outras pessoas, desde que não se esqueça das suas prioridades na maior parte do tempo.

3 – Tenha qualidade de vida

Quando você está atuando em uma área que realmente lhe rende satisfação pessoal e ao lado de pessoas interessantes, é sinal de que segue o estilo de vida ditado por Pareto. Preste atenção em suas atividades diárias e como se sente no dia a dia. Isso dirá muito sobre a sua atual qualidade de vida.

4 – Trabalhar sem deixar de viver

Invista em uma carreira que renda felicidade. Trabalhe em algo que lhe dê prazer pois é fato, você vai passar a maior parte da sua vida você no trabalho.

Entretanto, é necessário também dosar o tempo para outras coisas.

Há tempo para trabalhar, tempo para descansar e tempo para planejar. Esteja em conformidade com as suas metas e objetivos para dispôr seu tempo para cada coisa.

E se seu tempo estiver esgotado? Pare, respire e se organize.

5 – Se esforce pelo tempo necessário

Há quem diga que ser produtivo (a) é ficar no escritório de 12h a 14h por dia. Para algumas pessoas, isso pode realidade. Mas não é via de regra. A produtividade está muito mais ligada ao quanto você consegue produzir em um menor espaço de tempo.

Em outras palavras, a dica é a seguinte: tente fazer tudo o que consegue no menor tempo possível para aquela tarefa.

Poupe seu tempo e seja mais produtivo (a) todos os dias. Se você leva uma hora para fazer uma tarefa, não fique divagando e correndo o risco de demorar 3 ou 4 horas nessa mesma tarefa. Termine e parta para outra. Agilidade e, ao mesmo tempo, paciência, são o foco dessa ação.

Preparado para usar a lei de Pareto a seu favor?

Com certeza, esta é uma lei que deve ser seguida no seu cotidiano em função da simplicidade. Fortalecendo os seus pontos positivos e fazendo com que você construa mecanismos para potencializar ainda mais esses 20%.

Tenho certeza que assim você vai ter conquistas impressionantes em um curto espaço de tempo.

E se você tem uma empresa e gostaria de ver sua equipe tirando proveito dessa ferramenta de produtividade, vamos conversar. Vamos juntos melhorar a produtividade para promover agilidade e aumento de receita.