É comum observar várias gigantes do setor automobilístico e ainda hospitais monumentais divulgarem melhorias na redução do retrabalho, na qualidade total e em diversos setores de suas empresas através da Manufatura Lean. Mas a questão mais frequente é: Será que a manufatura lean em pequenas indústrias funciona?

Para sanar de vez essa dúvida, vamos apontar 5 estratégias fundamentais da Manufatura Lean que, se seguidas, podem ser arma para sua implantação em pequenas indústrias.

Estratégia 1 – Liderança

Primeiro vamos entender o conceito base? Segundo uma publicação em 2012, a Manufatura Lean é definida como:

Lean é uma estratégia de negócios para aumentar a satisfação dos clientes através da melhor utilização dos recursos. A gestão lean procura fornecer, consistentemente, valor aos clientes com os custos mais baixos (PROPÓSITO), através da identificação de melhoria dos fluxos de valor primários, e de suporte (PROCESSOS), por meio do envolvimento das pessoas qualificadas, motivadas e com iniciativa (PESSOAS).

Nesta descrição não  fala nada de altos investimentos, mas sim da GESTÃO LEAN, identificação de melhorias dos  fluxos, suporte e envolvimento de pessoas qualificadas, motivadas e com iniciativa.

Mas para que isso funcione, liderança(S) deve ser estabelecida para que essa quebra de paradigma realmente tome a organização toda. Engajar os comandados é peça primordial para que a manufatura Lean funcione em uma pequena indústria, pois nestas são mais difíceis de alterar uma cultura e valores já estabelecidos.

 Estratégia 2 – Fluxos visíveis

Como uma pequena indústria tem sua dimensão física reduzida em relação a uma grande corporação, estabelecer visualmente qual é o seu fluxo primário é tarefa simples.

A partir do traçar desse fluxo primário, é necessária a identificação dos chamados “gargalos de produção”, assim alocando os recursos para que este fluxo seja contínuo.

Estratégia 3 – Multi funções

Em pequenas indústrias, em cada setor é necessário que possua colaboradores chave que desempenhem diversas funções, para que a maioria dos outros não abandonem seu posto de trabalho por causa destes gargalos de produção, assim aproveitando integralmente o
horário que aquele colaborador tem para produzir efetivamente.

Estratégia 4 – Todos os colaboradores devem experimentar as funções de seus clientes internos

Se em uma linha de produção de cadeiras, um coloca o assento, outro parafusa e uma última solda, faça com que estes colaboradores trabalhem na função dos demais e ressalte a importância de entregar um serviço de qualidade ao próximo.

Faça com que eles sintam na pele o que é estar na etapa anterior e na próxima etapa do fluxo de produção. Esta é uma estratégia vital para que o impacto na redução do retrabalho seja palpável.

Estratégia 5 – Necessidade de Treinamentos

Como a Manufatura Lean tem em suas vertentes o Kaizen como filosofia e uma pequena indústria muitas vezes não possui o investimento necessário para implantar treinamentos em todos os setores, identificar os pontos mais carentes de melhoria é a melhor maneira de implantar a cultura dos treinamentos contínuos em sua organização.

Como já aponta a Lei de Pareto, criada por Vilfredo Pareto há mais de 100 anos atrás: “20% de nossas atitudes geram 80% dos resultados”. Ataque os pontos fundamentais para resultados iniciais mais expressivos.

Conclusão

Os conceitos da Manufatura Lean podem ser implantados em pequenas indústrias, cabe a esta pequena indústria procurar trabalhar estas estratégias listadas acima para que assim os
resultados graduais comecem a aparecer.

Como consideração final, cabe ressaltar a importância desse sistema para ganho de competitividade e redução nos desperdícios tanto de tempo, quanto de recursos em pequenas indústrias.

O que achou do artigo? Comente abaixo caso deseje mais informações sobre a Manufatura Lean em pequenas indústrias.