Causas importantes…

Para falar sobre o gestão do tempo e finalizar esta série, cuja qual intitulei xiii cabo o tempo, reviso rapidamente as três primeiras séries, sendo elas:

  1. Causas urgentes: Típicas daquelas pessoas desorganizadas que estão sempre correndo com seu compromissos. Para corrigir esta característica, sugeri atuar no que importa, acalmar e priorizar atividades importantes;

  2. Causar urgentes, porém não importantes: Estas são caracterizadas como socorros que damos as outras pessoas. Aquelas situações que surgem quase a todo o momento e nos tiram do que realmente importa. Para sanar esta situação, aprenda a dizer Não… Com jeitinho para não magoar a pessoa que solicita… e lembre-se aquelas pessoas importantes devem ser atendidas (rs);

  3. Causas sem urgência e sem importância: Parece brincadeira, mas tem gente que gasta tempo com isso (rs), são aquelas situações que não levam a nada… brincar, conversa fiada, assistir tv, dormir em excesso… Tabom! Um pouquinho até vá lá, mas excesso não dá para aceitar né. Para colaborar com esta causa, dê atenção àquelas pessoas essenciais à sua vida, aquelas que lhe quebram o maior galho quando você está com dificuldades, e ainda, procure atuar com foco nas suas atribuições.

As causas importantes, são aquelas coisas que você tem que fazer, e mais ninguém… Elas devem ser feitas dentro do tempo plausível e em qualidade necessária o suficiente para não deixar a desejar, pois se não ficar bom, você ou outra pessoa, deverá retornar e refazer, ai então virando causas urgentes.

Esta série, parece óbvia, mas é difícil, afinal driblar as outras séries de modo que você seja ágil não é fácil. Pois cada uma das séries já citadas, são, como dizer, sedutoras, e nos levam a uma situação de prazer e/ou conforto momentâneo, todavia podem fazer você se arrepender no futuro.

Assim, evite o acaso e preste atenção no que está a sua volta. Em sua volta existe uma coisa muito importante que aqui chamo de COMUNICAÇÕES… Observo que uma comunicação assertiva, pode ajudar você a gerir seus afazeres e atingir mais sucesso.

Para otimizar o processo de comunicação, hoje em dia existem: telefone, sms, Whatsapp, facebook, e-mails, etc. Todavia de tantas opções, por vezes criamos confusões e um estremo mal. Porque estremo mal, porque dada a rapidez das formas de comunicação, e as individualidades pessoais, as pessoas utilizam-se destas ferramentas para informar tudo ou qualquer coisa, todavia as conversas não são re-alimentadas, as pessoas não interagem com feedbacks e acabam por permitir uma lacuna na comunicação horrível, que em alguns casos chega a ser sofrível.

E ainda, prejudicando as comunicações, existem os ruídos, isso mesmo ruídos são aquelas coisas que atrapalham as comunicações. Observo aqui que todas as formas de comunicação já citadas colaboram para ruídos. E ainda, conversas paralelas, tv, som (músicas), conversas internas que cada um possui em face das suas preocupações… Acrescento ainda as movimentações das pessoas e/ou do trânsito conforme o caso. As distrações visuais que chamam a nossa atenção e ainda, a sedução por conta das situações que nos dão prazer, como por exemplo a comida e a bebida.

Para resolver esta situação e ajudar você com as causas importantes, deixo aqui algumas sugestões:

  1. Cuide com seus códigos: isso mesmo, códigos… ao nos comunicarmos, utilizamos de palavras e as vezes estas palavras não são entendidas, são gírias e formas de colocações pessoais que não ajudam entre as comunicações. Em especial em face as diferenças sociais, de gênero, de faixa etária e ai vai…

  2. Procure diminuir e/ou controlar os ruídos externos, estas concorrências das comunicações dificultam e atrapalham as comunicações, podendo fazer seu interlocutor entender algo completamente diferente (rs).

  3. Decodificação: seu interlocutor ao receber a mensagem, concomitante ou a posterior deverá decodificar o que você está falando ou emitindo. E ainda, interpretar a sua mensagem para então interagir.

  4. Feedback: a comunicação poderia fechar na decodificação, todavia sua mensagem passou pela decodificação, sofreu interferências em face ao ruído e ela deve ser confirmada, que é aquele momento em que o interlocutor dá a devolutiva e, dá o feedback, perguntando… É isso que você quis dizer?

  5. Fechamento: é o momento em que o emissor da mensagem recebe o feedback e tem duas direção: a primeira assentindo e concordando ou, a segunda, negando e corrigindo a mensagem.

Agindo como o sugerido acima, você poderá satisfazer as pessoas, se organizar dentro de prazos acertados, fazer realmente o que precisa ser feito, fazer as coisas quando precisa ser feito e, então, eliminar fontes de confusão, como as que eu apresentei na série de causas: urgentes, urgentes não importantes, sem urgência e sem importância… ASSIM, FOQUE NAS CAUSAS IMPORTANTES!

Aproveite as dicas de gestão de tempo, organize-se em suas tarefas, e, viva com mais produtividade e eficiência. Conseguindo assim, mais tempo para as coisas importantes para sua vida.

Seja feliz e fique com Deus!